A opinião de ...

Chuva em Agosto, enche o tonel de mosto.

No passado fim-de-semana fomos mais uma vez surpreendidos por uma mudança radical das condições meteorológicas na nossa região, estas alterações têm sido uma constante neste Verão, marcado pela subida e descida das temperaturas, sem grandes períodos de calor intenso contínuo. Porquê trovoadas em Agosto? Tudo se deve a uma bolsa de ar frio que se soltou da circulação geral da atmosfera, localizada nas camadas mais altas da atmosfera, que aliada ao calor à superfície cria condições para a formação de nuvens de evolução, que muitos transmontanos chamam nuvens “castelos”, formadas por fortes correntes ascendentes. Como sabem o ar quente é mais leve que o ar frio e por isso sobe, ao subir, arrefece e condensa, formando nuvens e por vezes trovoadas, trata-se de uma situação absolutamente normal no nosso clima em pleno Verão e creio que antigamente era até mais comum.
A instabilidade não atingiu toda a região com a mesma intensidade, as trovoadas são “caprichosas”, podem descarregar com força num determinado ponto e alguns km´s ao lado não cair uma gota de chuva, uma vez que felizmente não ocorreu granizo, a precipitação registada foi muito bem recebida nos locais onde ocorreu, poupando em alguns casos, trabalho na rega de soutos e olivais recentes, na vinha esta chuva foi uma autêntica bênção.
Findo este episódio notamos como o sol voltou a brilhar com força em toda a região e as temperaturas voltaram a subir significativamente, apesar do Outono meteorológico arrancar já no próximo domingo, dia 1 de Setembro, o tempo continuará de pleno Verão, com muita estabilidade e temperaturas muito agradáveis, nos próximos dias Bragança terá máximas a variar entre os 29ºC e os 33ºC, Mirandela entre os 33ºC e os 36ºC, Miranda do Douro entre os 27ºC e os 32ºC, as mínimas deverão variar entre os 11ºC e os 17ºC, pelo que não será difícil dormir durante as noites.
Apesar de tudo e segundo o IPMA a seca continua a agravar-se, em especial na região do planalto mirandês, praticamente toda no escalão de seca moderada e com índices de humidade nos solos muito baixos, o restante distrito continua em seca fraca.
Já amanhã o risco de incêndio aumenta em todo o distrito, no fim-de-semana vários concelhos terão risco máximo, nomeadamente Bragança e Vinhais, recordo que todas as queimas e queimadas estão proibidas e requerem autorização por parte das autoridades competentes.
Os dias continuam a perder minutos de luz, ao ritmo de cerca de 1 minuto por dia, esta semana o sol nascerá pelas 06:50 e o acaso vai ocorrer pelas 20:10 no nordeste transmontano.
Acompanhem todas as actualizações do Meteo Trás-os-Montes através das nossas redes sociais, no Facebook e Twitter.

Edição
3745