A opinião de ...

“Em Julho eu o ceifo e o debulho”

Julho entra na reta final e o mundo rural da nossa região fervilha de vida, estão aí as malhadas, nas aldeias há alvoroço com a chegada da grande maquinaria que há-de ajudar os agricultores na colheita do centeio e da palha tão necessária nos meses de inverno que virão. Nesta época, o tempo seco é importante, de modo a que a lavoura se faça sem danificar o grão e a palha.
As trovoadas do início da semana assustaram, terão certamente apanhado alguns desprevenidos, como é habitual, foi uma situação transitória, causando algumas inundações pontuais, granizo em pequena quantidade e fortes rajadas de vento que já pertencem ao passado. Também foi uma oportunidade para fotógrafos caçarem raios na noite brigantina, que nos deliciaram.
A Europa está de novo a braços com uma nova canícula, que promete trazer temperaturas muito elevadas e possivelmente novos recordes durante esta semana. Em Trás-os-Montes e na generalidade do país, estaremos novamente à margem de temperaturas extremas, fará calor, mas de forma moderada, com valores bem abaixo dos registados no início da semana em que Mirandela voltou a superar os 40ºC segundo os dados oficiais do IPMA.
Espera-se assim a continuação de tempo seco, em linha com o esperado para finais de julho, com temperaturas que podem estar abaixo da média para este período, devido à influência de uma massa de ar mais fresca, com origem no Atlântico. Hoje Bragança deverá ter uma máxima de 31ºC, descendo no sábado aos 28ºC, Miranda do Douro também sentirá a temperatura do ar descer dos 32ºC de hoje para os 30 no fim-de-semana, Mirandela irá variar entre os 34ºC na presente jornada e os 32ºC no próximo sábado. As mínimas vão continuar agradáveis, em Bragança irão variar entre os 16ºC desta noite e os 13ºC na madrugada de domingo, garantindo noites tranquilas de sono em toda a região.
A seca é preocupante na nossa região, a pouca chuva registada na região no início da semana, associada às trovoadas, caiu de forma irregular, não tem qualquer impacto para minimizar esta situação, quando cai com grande intensidade, escorre e não penetra nada nos solos. Certamente que no próximo relatório do IPMA a seca será agravada, os índices de humidade muito baixos em especial nos concelhos de Mirandela, Vila Flor, Vimioso, Vila Nova de Foz Côa, Freixo de Espada à Cinta, Mogadouro, entre outros.
Atenção ao índice UV (muito alto) e ao risco de incêndio que irá subindo significativamente no final deste mês e arranque do mês de agosto, quando é provável nova subida significativa das temperaturas.

Poderão acompanhar diariamente as atualizações de toda a informação na página de Facebook e Twitter do Meteo Trás-os-Montes.

Edição
3740