Bragança

António Anes estranha retirada de confiança política por parte do Bloco de Esquerda “sem ter tido direito à defesa”

Publicado por AGR em Sex, 2020-02-14 11:19

O deputado da Assembleia Municipal de Bragança António Anes estranha a retirada de confiança política por parte do Bloco de Esquerda, cujas listas integrou em 2017, sem que antes tenha tido possibilidade de exercer o seu “direito à defesa”.

Em declarações ao Mensageiro, António Anes mostrou-se “surpreendido” com o comunicado divulgado quinta-feira pelo partido, em que é anunciada a retirada de confiança política na Assembleia Municipal de Bragança.

“Fiquei surpreendido pois não fui notificado de nada. Soube pela comunicação social”, revelou António Anes.

“Não entendo porque não fui previamente notificado [da decisão], pois toda a gente tem o direito à defesa”, sublinhou o deputado.

Sem conhecer aquilo de que é acusado, António Anes diz que discordou apenas “da escolha do candidato às legislativas”, por “não ter referências a Bragança”. “Esse tempo já passou”, frisou.

“Também enviei alguns mails a contestar algumas situações relativas ao BE Bragança. Nessa sequência, disseram que me estava a afastar do BE e que me iriam retirar a confiança política. Fiquei, então, a aguardar a notificação, que nunca chegou”, sublinhou.

Perante isto, vai, agora, manter-se como “membro não inscrito” na Assembleia Municipal, até porque, em 2017, quando se candidatou, o fez “como independente”. “Só me fiz militante em 2018, pois achei que era o que fazia mais sentido, uma vez que estava na AM a defender as posições do partido”.

Agora vai desfiliar-se.