Jornalismo mais pobre

Faleceu ontem, ao início da manhã, vítima de enfarte, Teófilo Vaz, diretor de informação da Rádio Brigantia e diretor do jornal Nordeste. Professor de História no Agrupamento Emídio Garcia, em Bragança, onde presidia ao Conselho Geral, tinha 65 anos. Exerceu o cargo de deputado na Assembleia Municipal e foi candidato à Câmara de Bragança como independente pelas listas do CDS. Apaixonado pelo jornalismo, iniciou-se no Mensageiro de Bragança, ainda no Liceu. Escreveu, também, noutros jornais locais, como a Voz do Nordeste, e integrava, há mais de 20 anos, um programa de comentário na rádio Brigantia. À família, enlutada, e aos companheiros do Joranl Nordeste, o Mensageiro endereça sentidas condolências.

Edição
3813