A opinião de ...

“Se Julho for abafadiço, fica a abelha no cortiço”

O primeiro mês do verão meteorológico já lá vai e teve uma característica principal que já vos posso assegurar, foi extremamente seco na nossa região. Segundo os dados do IPMA, a média mensal de precipitação em Bragança para junho é de 38.7mm, contudo a estação oficial apenas registou durante todo o período 4.8mm, acumulações do dia 12 (0.6mm) e dia 24 (4.2mm).
No que toca às temperaturas, o valor mais elevado de máxima foi registado no dia 23 (35.8ºC) e o valor mais baixo foi registado no dia 12 (16.5ºC), o valor mais baixo de mínima foi registado no dia 5 (6.6ºC) e o valor mais elevado foi registado no dia 23 (18.7ºC). No dia 23 foram registados os primeiros 40ºC da região na rede oficial do IPMA, na estação de Mirandela, concretamente 40.4ºC, o segundo valor mais elevado do país naquele dia, apenas superado pelo Pinhão, em pleno vale do Douro.
E julho? Como será? De momento as previsões mensais da NOAA (Agência Norte-Americana de Meteorologia) apontam para uma tendência clara: Julho deverá ser mais um mês quente e seco no nordeste transmontano, com precipitação próxima do normal, (julho é o mês mais seco do ano, logo não devemos esperar grandes chuvas) já nas temperaturas, é provável que se situem ligeiramente acima do habitual para o período.
Hoje o dia está muito agradável, as temperaturas experimentaram uma descida acentuada desde terça-feira, quando Bragança atingiu cerca de 35ºC e hoje não superará os 25ºC, uma queda de 10ºC em apenas 48 horas, contudo não se deixe enganar, temos às portas um novo episódio de calor intenso, amanhã voltam a subir as temperaturas, apenas um aperitivo do que aí vem, já que no início da próxima semana, poderemos atingir em Bragança os 36/37ºC, em Vila Flor ou Moncorvo os 37/38ºC e em Mirandela os 40/41ºC, tudo acompanhado com uma descida significativa da humidade do ar e um aumento muito assinalável do risco de incêndio florestal.
Muita precaução em relação à exposição solar, o índice ultravioleta estará muito elevado ou extremo, CUIDADO! Devem utilizar óculos de sol com filtro UV, chapéu, t-shirt, guarda-sol, protetor solar, evitar a exposição das crianças e maiores ao sol, aproveite para descansar em casa e deixe os trabalhos da lavoura, as regas, etc. para a noitinha.
Dada a incerteza das previsões a prazo, aconselhamos o acompanhamento das atualizações de todas as informações na página de Facebook e Twitter do Meteo Trás-os-Montes - Portugal.

Edição
3788