Nordeste Transmontano

Covid-19: Distrito de Bragança aproxima-se da centena de casos confirmados

Publicado por FP/AGR em Ter, 2020-03-31 16:52

Bragança com 50 casos e Mirandela com 11, são os concelhos que registam mais infetados pela pandemia. No entanto, o dia fica marcado por números “estranhos” apresentados pela DGS relativos aos concelhos. De ontem para hoje desapareceram mais de 600 casos, só no Porto e Lisboa. Torre de Moncorvo estava na lista, mas hoje já nem sequer está entre os concelhos que têm, pelo menos, três casos.

O relatório atualizado da situação epidemiológica em Portugal divulgado, ao final da manhã, pela Direção-Geral da Saúde (DGS), relativo aos dados confirmados até à última meia-noite, dá conta de que no distrito de Bragança existem 72 pessoas infetadas pelo novo coronavírus, mais dois (?) do que ontem (quando, ao final de domingo, já havia oficialmente 76 casos confirmados).

A DGS ressalva que a informação reportada por concelhos é relativa a apenas 78% dos casos confirmados, ou seja, no distrito de Bragança já existem mais de 90 casos da Covid-19.

Bragança continua a ser o concelho com mais infetados (48), segue-se Mirandela, com 11 casos e Macedo de Cavaleiros, continua a aparecer com sete, apesar de já haver o registo de, pelo menos mais dois.

Carrazeda de Ansiães e Vimioso já contam com três casos, cada, mas também aqui há uma disparidade nos números avançados esta terça-feira pela DGS. Torre de Moncorvo figurava, ontem, como tendo três casos e hoje já nem sequer consta desta listagem de concelhos que têm três ou mais casos confirmados da Covid-19. O mesmo já acontecia na véspera, ou seja, Moncorvo já entrou e saiu duas vezes da lista. Um caso é o de uma mulher numa aldeia do concelho, outro é o de um emigrante que regressou ao concelho e o terceiro de um enfermeiro de Moncorvo que trabalha, também, no lar de Foz Côa.

Alfândega da Fé, Freixo de Espada à Cinta, Vinhais e Miranda do Douro, também já têm o registo de, pelo menos um caso, mas ainda não figuram na lista disponibilizada pela DGS que decidiu não incluir os concelhos que tenham menos de três casos registados, alegando “motivos de confidencialidade”.
Refira-se que, desde o início desta pandemia, o distrito regista duas vitimas mortais, por Covid-19.

Um homem de 72 anos, natural de Mirandela, mas que residia em Bragança, há vários anos. E um homem de 61 anos, residente no concelho de Vinhais.

Nos dados referentes ao país, nas últimas 24 horas bateu-se o recorde de casos confirmados num só dia, com mais 1035 casos, estranhamente no mesmo dia em que a DGS apresenta menos 607 casos confirmados, isto se nos reportarmos apenas às cidades de Lisboa e Porto. Ontem, o concelho do Porto tinha 941 casos confirmados, hoje só aparece com 462 – “desapareceram 479 casos.

Em Lisboa, ontem a DGS dava conta de 633 casos, hoje só já tem 505 – desapareceram 128 casos.