A opinião de ...

“O Verão de São Martinho, a vareja de São Simão e a cheia de Santos são três coisas que nunca faltaram nem faltarão.”

Outubro está a chegar ao seu final e já é possível fazer um balanço ainda que provisório do segundo mês do outono meteorológico na nossa região. Olhando os dados provisórios disponibilizados pelo IPMA, podemos concluir que este período foi, no que toca às temperaturas, muito variável e húmido no que toca à precipitação. Na semana passada referi que tendo em conta a precipitação prevista, muito possivelmente chegaríamos a valores em linha com o normal para esta época do ano, a boa notícia é que não apenas atingimos esse umbral, como o superamos, a estação oficial de Bragança acumulou 105.4 litros por m2, quando a média de outubro é de 84.8 litros por m2.
A jornada mais chuvosa do mês foi dia 20 de outubro, as acumulações mais significativas foram as seguintes: Mogadouro: 63.1 litros por m2, Macedo de Cavaleiros: 54.8 litros por m2, Moncorvo: 48 litros por m2, Vinhais: 45.8 litros por m2, Carrazeda de Ansiães: 42.2 litros por m2.
As chuvas abundantes dos últimos dias proporcionaram uma recuperação muito significativa dos índices de humidade dos solos em toda a região, contudo continua a ser necessária mais precipitação, continuamos muito longe de uma recuperação geral dos nascentes, que por sua vez alimentam os rios e ribeiras, que continuam com baixos caudais. É assim de esperar um desagravamento do índice de seca que será divulgado nos próximos dias e ao qual vos darei conhecimento no próximo apontamento.
Nos próximos dias, os modelos sugerem uma recuperação do domínio anticiclónico nas nossas latitudes, com uma nova incursão de ar quente sobre a península, não está totalmente claro a intensidade e duração deste episódio, mas caso se confirme, teremos uma espécie de antecipação do Verão de São Martinho, com temperaturas agradáveis e de baixas probabilidades de precipitação.
Já a partir de hoje, gozamos de uma melhoria muito assinalável do estado do tempo e as temperaturas vão subir pelo menos até sábado, com as máximas a chegarem em Bragança aos 20ºC, em Mirandela aos 23ºC, em Freixo de Espada à Cinta aos 22ºC, também são possíveis neblinas e nevoeiros matinais. Na próxima semana, a tendência é de nova descida das temperaturas, mais significativa na segunda metade do período.
Continuaremos sem registo de geadas, com as mínimas longe de valores negativos, que deverão descer significativamente a partir de dia 2 de novembro.
Dada a incerteza das previsões a prazo, aconselhamos o acompanhamento das atualizações de todas as informações na página de Facebook e Twitter do Meteo Trás-os-Montes - Portugal.

Edição
3805