A opinião de ...

O ano Litúrgico e, a Eucaristia, a minha autoestrada para o céu

Do Advento de 2020, ao Cristo Rei de 2021, com Carlo Acutis!
Maria de los Angeles, do projeto “Nova Humanitas”, em carta deste mês, incentiva os formandos a viver, crescendo interiormente, sendo ‘muito fiel’ ao mais essencial de cada qual. “Esta é uma ‘arte de viver’ que temos que ir aprendendo cada vez mais e cada vez melhor, se queremos ser nós a levar as rédeas da nossa vida e que não sejam as circunstâncias” a arrastarem-nos, continuava.
“Viver o essencial de cada um”, não apenas as pessoas humanas, mas também as jurídicas e, enquadro nestas últimas o [CNE] Corpo Nacional De Escutas, Escutismo Católico Português, na sua proposta de Advento e Natal, que incentiva para viver os tempos fortes da liturgia, fortalecendo o compromisso cristão, na intimidade com Jesus, apoiando-se no beato Carlo Acutis, figura do ano escutista 2020/2021.
Em sintonia o Agrupamento XVIII, São João de Deus, em Bragança, apela à vivência do essencial cristão, lançando, dia 29 do corrente, o jogo: “O ano Litúrgico e, a Eucaristia a minha autoestrada para o céu, do Advento de 2020, ao Cristo Rei de 2021, com Carlo Acutis!”
Carlo Acutis o formador de opinião, ‘influencer de Deus’, como lhe chama a sua mãe, dizia aos seus amigos: “a nossa meta deve ser o infinito, não o finito. O infinito é a nossa pátria. O céu espera-nos desde sempre”. “Todos nascem como seres originais mas muitos morrem como fotocópias”, outra frase de Carlo, lema do XVIII, que encaixa, e enquadra, também esta atividade. Para se ser original e não “morrer como fotocópia”, a nossa bússola deve ser a palavra de Deus, com a qual nos devemos confrontar e, para atingir meta tão alta necessitam-se meios muito especiais, dizia Carlo, entre outros a Eucaristia, a que chamava “a minha autoestrada para o Céu”.
Sem uma autêntica vida espiritual não há ação missionária, referia Carlo e, para isso participava na Missa diária, desde os sete anos de idade e, recitava o Rosário.
Um tabuleiro, 55 peças de ‘puzle’, 55 mensagens, 1 por domingo, na rede social “WhatsApp”, despertam os escuteiros para o caminho da santidade/felicidade, ou a pedir insistentemente esse dom a Deus. Participar de coração na missa dominical é o grande desafio. Promover o encontro com Jesus Cristo e, com a comunidade. Participar na eucaristia e servir a comunidade. Exercitar os ministérios laicais. Conhecer o calendário e, a liturgia da Igreja. Facilitar o acesso às especialidades bíblico-litúrgicas. Em suma, facilitar a criação de hábitos salutares de vida cristã. Pelo jogo escutista pretende-se formar informalmente, crianças e jovens adultos. Educar a brincar. Neste, como noutros jogos, no final atribuem-se 3 classificações: bronze, prata e, ouro.
Quanto ao demais, se tens entre 6 e 24 anos, inscreve-te nos escuteiros e, vem jogar connosco.

Edição
3809