A opinião de ...

A partir do falhanço da «maioria silenciosa», em 28 de Setembro de 1974, Spínola demitiu-se e foi substituído pelo General Francisco da Costa Gomes. A mobilização revolucionária aumentou e a Extrema Esquerda (com o Partido Comunista na sombra) tentou controlar o Poder através de manifestações populares e de controle dos III, IV e V governos provisórios, presididos pelo Coronel Vasco Gonçalves.

Sex, 2024-05-03 16:40

Sempre!

Sex, 2024-05-03 16:38

O Papa Francisco, na sua linguagem sempre acutilante e assertiva, coloca-nos em confronto com a nossa mais íntima forma de ser e de estar, isto é, na atitude egocêntrica que habita no mais íntimo de mim mesmo: “diante da globalização da indiferença, a alternativa é humana” (FRANCISCO, 2013) .Curioso que o Cardeal D. Tolentino afirma que “o nosso ego é um ditador prepotente e caprichoso e se não o contrariarmos acabamos por viver uma vida absurdamente egoísta. Nós não somos o centro do mundo”. Aqui está o busílis da questão.

Sex, 2024-05-03 16:36

Na semana passada, a notícia principal não foram as comemorações dos 50 anos do 25 de abril e da libertação da sociedade portuguesa das amarras da ditadura vigente. Foram as declarações do Presidente da República sobre uma eventual reparação pelos anos de colonialismo, segundo disse.

Sex, 2024-05-03 16:34

Portugal comemora este mês de abril 50 anos da implementação da democracia, apelando-se à participação de toda a sociedade portuguesa.
Devemos, pois, celebrar a liberdade e a democracia de forma a construir um futuro auspicioso para Portugal e para os Portugueses.

Sex, 2024-04-26 11:15

II.2.1. A evolução até 28 de Setembro de 1974

Sex, 2024-04-26 11:14

Quis Paulo Jorge Fidalgo (Freixiel, Vila Flor, 1963) celebrar 60 anos de vida e 30 de poesia em 2023, com o lançamento de Poemas de Ver. Falei desse terceiro volume de poesia – quase secreto, pois impresso em 2108.

Sex, 2024-04-26 11:12

O projeto urbanístico de remodelação do São Bartolomeu foi oferecido pelo Arquiteto Albino Luís de Araújo Mendo [1919 – 2005], colega de Dias Parente no Liceu Nacional de Bragança. Em entrevista a Susana Rodrigues [5/7/2002], para a sua prova final de licenciatura em Arquitetura na FAUP, Mendo diz que o seu trabalho "não é só negócio. Eu faço muitas coisas de borla. Posso arranjar cem testemunhas que fizeram obras com projetos meus e a quem não levei nada” e, a ampliação da capela São Bartolomeu de Bragança terá sido um bom exemplo, desse extenso rol.

Sex, 2024-04-26 11:09

Exatamente, esta é a pergunta que, não obstante as limitações do espaço disponível, das lonjuras de tudo e de todos deste nosso Nordeste Transmontano, para que vou pedir resposta neste primeiro cinquentenário do já tão longínquo como saudoso 25 de abril de 1974, na plena convicção de que, da mesma forma que possa ser do agrado de muitos, num país democrático como Portugal, com toda a modéstia, porque “ quem anda à chuva molha-se” também reconheço e aceito que possa desagradar a outros tantos mas isso, meus caros, é problema deles que, connosco tudo bem.

Sex, 2024-04-26 11:05

A Revolução de Abril irrompeu na vida de muitos de nós, de modo inesperado, pois quase de um dia para o outro, as perspetivas de vida mudaram.

Sex, 2024-04-26 11:03

QUESTÃO:-“…possibilidade de declarar ou não em sede de I.R.S., os rendimentos provenientes de aplicações financeiras em Depósitos a Prazo; Certificados de Aforro e do Tesouro; Obrigações; Venda ou Reembolso de Obrigações; Dividendos de Ações….”

Sex, 2024-04-26 11:00

Este ano marca-se uma espécie de jubileu da Liberdade, nos cinquenta anos da revolução que libertou Portugal do regime ditatorial sob o qual há muito se encontrava. Uma data história, de eterna memória, mas que deve ser sempre relembrada por todos aqueles que partilham a alma lusitana.

Sex, 2024-04-26 10:59

Não se compreende falar do mês de abril sem referir o “25 de Abril”, dia da Revolução de 1974, em Portugal, que nos permitiu transitar duma situação de ditadura para uma de democracia.
Muitos de nós vivemos a ditadura, na qual a censura nos era grandemente imposta, assim como escamoteada muita informação, enquanto, no dia a dia, ambicionávamos a liberdade de expor as nossas ideias, bem como a sua concretização.

Sex, 2024-04-26 10:50

Nasci em 20 de Outubro de 1953, em Arcos de Valdevez (distrito de Viana de Castelo) e, com poucos dias, fui viver para a cidade de Viana do Castelo, curiosamente para a rua Manuel Espregueira (na altura de S. Sebastião), rua para onde o nosso Guerra Junqueiro foi viver quando se casou e onde nasceram as suas duas filhas. Nesta rua aconteceu-me um facto curioso: em 1961, tinha eu oito anos, quando “apanhei” uma doença muito vulgar naqueles tempos, o sarampo.

Sex, 2024-04-26 10:46

Por estas alturas de l anho, an que ls renuobos de la tierra mos amóstran l que ye la ressurreiçon, tamien ls poços, mesmo cun augas mais detebidas, s’ínchen de fuorça i de coraige i chégan quaije até la punta de riba. Quando nun arráman para fuora ampéçan a formar-se neilhes uns rumiacos, de color zberdeada, que bai tapando l’auga até nun la deixar ber.

Sex, 2024-04-26 10:43

O plano de operações da «Viragem Histórica», destinado a derrubar o regime do Estado Novo, estipulou a divisão do território nacional em duas zonas: Norte e Sul do Douro. Contabilizadas as unidades amigas e identificadas as inimigas e potencialmente hostis, a ideia de manobra preconizava a convergência das forças do MFA para Lisboa, o mesmo acontecendo a Norte relativamente ao Porto. O setor de Lisboa constituía o teatro principal e a zona Norte/Porto o secundário, mas independente daquele, ambos acionados pela «bitola» das duas senhas radiofónicas.

Sex, 2024-04-26 10:40

Vários factores se conjugaram para que os militares e a opinião pública viessem a ser favoráveis ao derrube do IV Governo do Estado Novo (27 Setembro de 1968-24 de Abril de 1974), presidido por Marcelo Caetano.

Qui, 2024-04-18 15:24

Na última visita à Junqueira, a minha filha Inês encontrou, entre outras “relíquias” familiares, uma carta da minha mãe, quando era Regente Escolar, dirigindo-se a um superior hierárquico, terminando com o jargão imposto por Salazar a todos os servidores públicos: “A Bem da Nação”.

Qui, 2024-04-18 10:20

As recentes eleições legislativas e os seus resultados deveriam merecer de todos os políticos profundo reflexão.
Não só pelo resultado de cada força partidária mas também e, sobretudo ,pela percentagem da abstenção.
É notório e constante o afastamento dos portugueses em relação à política.
Mas a culpa não é só dos políticos e dos partidos.
É verdade que os partidos e os políticos se põem a jeito e, daí, a opinião que os portugueses dão de tais intervenientes.
Em 2024 continuamos a fazer politica como se fazia há 50 anos .

Qui, 2024-04-18 10:13

Assinaturas MDB