Nordeste Transmontano

Distrito nunca teve tantos professores doentes

Publicado por AGR/FP/FP em Qui, 2019-07-11 09:29

Nunca o distrito de Bragança teve tantos professores a pedirem mobilidade por doença. Este ano são já 615 os pedidos deferidos, confirmou o Mensageiro junto dos vários agrupamentos.

Um valor que quase quadruplica os números que se registavam em 2013, por exemplo, em que houve 167 pedidos. Hoje, só o Agrupamento Emídio Garcia ultrapassa esse valor, com 182.

Casos há de mobilidade entre agrupamentos dentro da mesma cidade, como do Miguel Torga para o Emídio Garcia ou Abade de Baçal.
Ao Mensageiro, fonte oficial do Ministério da Educação explicou, por escrito, que “o primeiro ano letivo em que a figura existe nos moldes atuais foi 2014/2015 porque antes era um concurso”. “Julgamos normal que uma figura nova vá sendo mais utilizada a medida que o tempo passa.

Não sendo um concurso, a mobilidade por doença tem que ser atribuída desde que se verifiquem as condições indicadas no despacho 9004-A/2016, de 13 de julho.

Acresce que a circunstância de haver mais professores a Norte, sobretudo no QZP 1 (Porto e Minho), mas mais horários a sul (sobretudo nos QZPs 7 e 10 - Lisboa e Algarve) faz com que estas situações se multipliquem”, explica.

De acordo com as contas do Mensageiro relativas ao distrito de Bragança, em 2015 foram pelo menos 362 os pedidos deferidos. Um ano depois, em 2016, já eram 438. Este ano, o número vai já em 615.

Em todos os anos, o agrupamento Emídio Garcia é o que reúne a preferência de mais professores para ali ficarem destacados ao abrigo deste tipo de mobilidade, que permite a aproximação à residência por motivo de doença do próprio (há uma lista de 18 patologias), de ascendentes ou descendentes.

Ministério mandou instaurar inquéritos a dois médicos

Na mesma nota enviada ao Mensageiro, o Ministério da Educação confirmou que o ano de 2014/15 causou estranheza e levou mesma à instauração de dois inquéritos.

“A IGEC (Inspeção Geral de Educação) instruiu um processo de inquérito, terminado em 2015, referente à mobilidade por doença para as escolas de Bragança, no ano letivo 2014/2015.
As conclusões do referido processo foram comunicadas à Ordem dos Médicos, à IGAS (inspeção Geral das Atividades em Saúde) e proposta uma recomendação à DGAE (Direção Geral de Educação).

O conselho disciplinar regional do Norte da Ordem dos Médicos procedeu disciplinarmente contra dois clínicos”, confirmou o Ministério.
A partir daí, a vigilância apertou.

 

Agrupamentos            Destacamentos
Emídio Garcia                182
Macedo de Cavaleiros    84
Mirandela                        79
Miguel Torga                   62
Abade de Baçal              60
Freixo                             24
Mogadouro                     20
Torre de Moncorvo         18
Vinhais                           18
Vila Flor                         17
Alfândega da Fé            16
Miranda do Douro         15
Carrazeda de Ansiães  13
Vimioso                           7
Total:                              615

Número de destacamentos Agrupamento do distrito de Bragança para o ano letivo de 2019/20

(Artigo completo disponível para assinantes ou na edição impressa)